Fundação V: Strange Worlds

Yomi no Kuni
Ninjas e Onis no Japão

Os investigadores da Fundação, Rachel Kajiura e Artyom Lesnitsky, chegam ao Japão para investigar uma ameaça de um grupo terrorista desconhecido de detonar uma bomba quântica em Tokyo. São recebidos por dois oficiais da Polícia Metropolitana de Tokyo.

A Tenente Noriko Huyashi os leva até o local onde os terroristas fizeram um ataque de advertência. O armazém que existia no lugar simplismente desapareceu. Kajiura percebe que a energia quântica do lugar não foi essencialmente afetada, mas que o local parece ter sido enviado para outra dimensão. Ela percebe que pode ser capaz de reverter o processo.

Indo para o hotel, Rachel resolve ficar no lounge bar enquanto investiga o caso. Um executivo japonês se aproxima e tenta estabelecer conversa com ela, oferecendo uma bebida. Ela o ignora enquanto se concentra no caso. Ao terminar, ela vê que ele deixou um drink para ela e o bebe. Ao invés de ir dormir, pede um táxi e resolve ir até um endereço que descobrira em um caso anterior, ao examinar a Equação Laqueus. No caminho sente-se sonolenta e vê quando um carro preto fecha o táxi. Tenta ligar para Artyom, mas desmaia antes.

No hotel, Artyom estranha que Rachel não esteja no quarto dela e desce para o lobby. Pergunta sobre ela e o atendente informa que ela pediu um táxi quarenta minutos antes. Ele consegue localizar o celular de Rachel e o segue.

Perto de um cais do porto, descobre o táxi usado por Raquel. O taxista foi morto por um tiro de pistola na cabeça. Artyom acha o celular de Rachel debaixo do banco. Olhando em volta, ele percebe que um barco pesqueiro está partindo do cais. Aquela hora da noite, isso parece estranho. Ele alcança o cais a tempo de ver que há homens armados no barco. Artyom nada até o barco. Derruba um marujo e um vigia que estavam no convés no mar, sem que os tripulantes no interior do barco percebam. 

Lá dentro da cabine do pesqueiro, Rachel acorda. Ela está amarrada em uma cadeira e é interrogada pelo japonês que lhe ofereceu a bebida. Quatro outros homens armados estão na cabine. O homem se apresenta como Shigeru Hamada. Ele pega a tantô que Kajiura carrega, conta a história da criação da espada e diz que sua organização buscava por essa espada por centenas de anos. Quando Kajiura a molhou no sangue demoníaco, alguns dias antes em New Orleans, eles finalmente descobriram a localização dela e da espada.

Artyom chega, joga a âncora no mar, fazendo com que o barco dê um tranco e desequilibrando a todos. O russo entra na sala, rapidamente derrubando dois dos guarda-costas. Rachel tenta pegar a espada das mãos de Hamada e Artyom consegue soltá-la. Hamada e os outros dois guarda-costas são derrotados.

Eles voltam ao porto e avisam a detetive Noriko sobre os prisioneiros. Rachel percebe que a ameaça da bomba quântica foi uma armação criada apenas para atrair ela e a Fundação até o Japão, e que o verdadeiro objetivo era a tânto de sua família.


Antes da polícia, resolvem ir até o endereço que Rachel havia conseguido e que parecia estar relacionado à tânto. Inventam uma história para entrar, mas estranhamente o porteiro a confirma e diz que eles são esperados.

Ao chegarem ao 15o andar da Torre, eles são recepcionados por uma bela jovem japonesa vestida em um tradicional kimono. Ela os leva até um amplo salão com vista para o skyline de Tokyo. Um velho japonês careca, usando roupas que parecem ter sido feitas para um samurai e carregando uma katana e uma wakizahi em lados opostos, demonstrando que sabia lutar no estilo duas espadas, se levanta e dirige-se em direção a Rachel.

"Se soubesse que você a traria até nós, não teria mandado meus homens a buscarem", diz o japonês, apontando para Rachel e a tânto.

Ele conta como a espada foi criada por sua ordem, em um ritual para libertar o Rei dos Onis do mundo das trevas – Yomi-no-kuni. Mas que as tropas do Imperador chegaram antes e impediram o ritual de se concluir, matando a maioria de seus irmãos e escondendo a espada em um templo xintóista. E com a espada eles poderão completar o ritual, trazer o Lorde do Submundo para o Japão e expulsar todos os estrangeiros e os impuros.

Rachel percebe que estão cercados por dez ninjas, que se escondem nas sombras do salão. Ela avisa a Artyom, que tenta desafiar Ichikawa para um combate. O velho japonês se recusa a lutar contra quem considera um inferior e ordena que seus asseclas ataquem.

Primeiramente quatro dos ninjas atacam. Rachel consegue derrubar dois deles e Artyom derruba os outros dois. Então a japonesa ataca Rachel com duas tonfas, enquanto os outros seis ninjas atacam Artyom.

A luta é brutal. A jovem japonesa é extremamente rápida e acerta Rachel com vários golpes de sua tonfa, mas Rachel também a fere com a tânto. rtyom pega uma das várias katanas expostas na parede e derruba um dos ninjas, mas outro deles o acerta com um shuriken que quase corta sua jugular. Furioso, ele larga a katana e pega um sofá, girando-o e arremessando sobre os ninjas, quabrando o vidro da janela e derrubando três deles sobre a rua, 15 andares abaixo.

Rachel tenta um ataque contra a japonesa, mas erra horrivelmente e vê sua tânto escorregar e cair pela janela quebrada. Ao mesmo tempo, Artyom pega de novo a katana e derrota os dois últimos ninjas. 

Enquanto isso, o velho Ichikawa observava o combate e entoava um ritual. Assumindo sua verdadeira forma, a de um horripilante oni, ele ri ao ver a tânto cair em direção à rua lá embaixo. Com um salto, ele se joga pela janela quebrada, atrás da espada.

Lá fora, o dia amanhece em Tokyo. Artyom persegue o oni, utilizando garras ninjas para descer pela fachada do prédio. Rachel consegue derrotar a japonesa, empurrando-a para uma queda mortal até a rua. Ela desce atrás de sua tânto, mas pelo elevador.

Artyom chega primeiro e ataca o oni enquanto esse procurava a tânto. Ele o empurra contra um ônibus, que atinge o demônio japonês com um baque pesado. Ainda assim, o oni se levanta. Nesse instante, Rachel chega na rua e consegue achar sua espada, pegando-a e atacando o oni. A espada fere profundamente a criatura. Ela ainda luta, mas finalmente é banida de volta para o Yomi por um golpe de katana de Artyom.

A polícia chega e a tenente Noriko pergunta o que aconteceu, vendo a destruição causada pela batida do ônibus e os corpos da japonesa e de três dos ninjas no chão. Rachel responde "Ninjas!"

 

 

 

View
The Big Easy
Let the Good Times Roll out in New Orleans

View
Wendigo
Mistério no Frio Norte Canadense

Os investigadores Artyom Lesnitsky e Rachel Kajiura chegam a cidade de White Hollow, na fronteira entre as Províncias de Ontário e Quebec, para investigar o sumiço misterioso de um casal de estudantes americanos, Diana Smith e Robert Tylor, que estava fazendo trekking na Montanha Branca.  A imprensa sensacionalista está atribuindo os desaparecimentos a um misterioso caso de ataque de Wendigo, uma lendária fera devoradora de seres humanos.

A cidade enfrenta uma nevasca. Após se instalerem na pousada Last Resort, eles se dirigem ao White Hollow Pub. Lá percebem que estão sendo observados por dois motoqueiros do Iupanqui MC – White Hollow Chapter, uma gangue de motoqueiros com origem no México e espalhada por todo o continente.

Artyom conversa com um grupo de estudantes que jogam no time do colégio local, o Wendigo Hollows. Descobre que eles viram uma terceira pessoa com os dois desaparecidos no dia anterior ao sumiço.

Ao amanhecer, eles vão até a reserva Cree e conversam com Grito Uivante, um velho indo cree, que lhes dá algumas informações. Entre elas a de que, em 1972, um homem que morava na região foi morto pelos índios por ter virado um Wendigo e comido a família. Vão também até a trilha na Montanha Branca e a investigam, sem achar nada, pois a nevasca apagou qualquer rastro. Na volta, percebem que foram seguidos por um dos motoqueiros do Iupanqui MC.

Na Biblioteca da cidade, descobrem, examinando os jornais antigos, que ocorreu um outro caso de desaparecidos em 1972. Só que foram 4 os desaparecidos. Ao anoitecer, voltam ao bar e ao mostrar a foto desses desaparecidos originais aos estudantes, estes reconhecem um deles como o homem que estava acompanhando Diana e Robert antes de eles sumirem.  De acordo com o jornal de 1972, ele se chama David Weltz e foi dado como desaparecido e morto. Ele e os demais desaparecidos de 1972 eram também estudantes da Universidade de Columbia, em NY.

Usando a imagem de David Weltz, Rachel faz uma pesquisa e descobre que alguém com o mesmo rosto foi estudante na Universidade da Califórnia, em 1995, e que dois colegas dele foram dados como desaparecidos, embora nunca tenham sido ligados a um caso de desaparecimento em White Hollows.

Eles vão a cabana queimada pelos índios cree em 1972 e encontram livros de magia negra. Descobrem que o homem que se transformara em Wendigo se correspondia com Weltz e que ambos buscavam descobrir como invocar espíritos da outra dimensão. Percebem que Weltz tentou fazer o mesmo ritual e usou seus colegas de faculdade como sacrifício para invocar uma entidade de outra dimensão.

Descobrem também um totem maligno e o derrubam.  Neste momento escutam o barulho de motos. Seis motoqueiros do Iupanquis MC chegam e os ameaçam. Artyom enfrenta os Iupanquis e derruba três dos motoqueiros. O resto foge após Grito Uivante chegar com uma arma e um machado.

Grito Uivante lhes diz como os índios baniam o espírito de um Wendigo, queimando-o completamente enquanto ele estivesse incorporado no corpo de um humano.

Eles seguem os motoqueiros fugitivos até uma mina abandonada na Montanha Branca. Lá, entram na mina e emboscam e derrubam os outros três motoqueiros. Acham os restos carcomidos dos dois estudantes desaparecidos recentemente, Diana Smith e Robert Tylor. 

Encontram também David Weltz. Este, em 1972, invocou e foi dominado pelo espírito interdimensional, que a cada vinte anos, mais ou menos, precisa repetir o ritual devorando pelo menos duas pessoas, para se manter na terra. Assim, por duas vezes, David Weltz, trouxe colegas de faculdade de cidades distantes - para não chamar tanta atenção - para White Hollow, onde refez o ritual, devorando-os.

Artyom e Rachel são atacados pelo Wendigo-Weltz, mas conseguem prendê-lo e queimá-lo, após uma difícil luta no interior da mina. Eles explodem a mina e partem de White Hollows.

View
Providence Horror
O Sangue de Lovecraft tem poder

provid2015.jpg

Um assassinato cruel em um quarto de hotel leva os investigadores da Fundação V a Providence, Rhode Island, cidade natal de HP Lovecraft, o escritor de Terror.

A foto do quarto mostra semelhanças incríveis com uma cena de uma HQ chamada “Inimigos da Realidade”, escrita por Simon Cunningham. Isso liga o caso à Igreja dos Arcanjos da Desconstrução e a um dos casos investigados pela Fundação no ano anterior, quando Kajiura foi recrutada.

quarto.jpg

A investigação chega até uma Igreja em Providence. Atrás do altar, uma passagem secreta leva a descoberta de uma biblioteca cheia de livros de ocultismo e também de um quarto com restos humanos, incluindo um crânio humano.

Igreja.jpg

No cemitério eles descobrem a tumba aberta de onde os cultistas tiraram o crânio, pertencente a Harney Jones, um parente de Lovecraft. Suspeitando que os membros da Igreja estão atrás do sangue de Lovecraft, a Fundação se dirige para as casas dos netos de Jones – Robert e Samantha Jones. Descobrem ainda que o morto no hotel, Doyle Jeffries, também era um parente distante de Lovecraft. E que há mais uma relativa de sangue, uma enfermeira chamada Laura Sharon, que trabalha no Hospital da Brown University, em Providence.

O pastor da Igreja, o Reverendo Robert Pickman, não é encontrado pela polícia. A Fundação descobre que essa é uma identidade falsa e que ele se chama Michael Willianson, letrista dos quadrinhos de Inimigos da Realidade e um dos membros originais da Igreja dos Arcanjos da Desconstrução. Ele passou mais de 20 anos preso em um manicômio, até ser libertado cinco anos atrás e desaparecer do radar.

O neto de Jones ainda mora na antiga casa da família. Ele é encontrado e posto em segurança, mas a Fundação descobre que a outra descendente de Jones, Samantha Jones, desapareceu desde a noite anterior.

A tradução de um antigo livro de ocultismo em latim, leva a Fundação a perceber que a intenção da Igreja dos Arcanjos da Descontrução é fazer um ritual para invocar os grandes antigos, sacrificando o sangue de três parentes de Lovecraft, culminando no oferecimento de um grande número de crentes para a criatura que eles pretendem invocar.

Outras pistas levam a casa de Jonas Rigg, um perito em segurança que comprou detectores de movimento de alta tecnologia usados na Igreja. Preso, ele confessa a localização do esconderijo do pastor nas florestas ao norte de Providence. No esconderijo, após enfrentar um cão demoníaco e prender um ex-hippie cultista, Artyom e Derek descobrem o corpo da desaparecida Samantha Jones.

Descobrem também que a enfermeira Laura Sharon foi sequestrada e que os cultistas pretendem invocar um dos Grandes Antigos durante o Baile na Convencão de fãs de Lovecraft. Para fazer isso eles pretendem sacrificar a enfermeira que também descende de Lovecraft e usar os fãs para fazer o papel dos crentes a serem sacrificados para invocar os seres da outra dimensão.

Um confronto com os cultistas durante o Baile termina na morte de vários cultistas. Apesar disso, Michael – disfarçado como o Yellow King – consegue matar a enfermeira Sharon antes que Kajiura possa impedi-lo. Um portal para o grande vazio é aberto, mas Kajiura percebe que o último passo do ritual é o sacrifício do próprio Michael e consegue gritar para que Artyom o prenda e para que Bertrand evite que uma das cultistas o mate, dando tempo a Eines e Derek de fecharem o portal usando o livro de magia.

View
A Sombra de Ninive
Três dimensões em rota de colisão

nineveh.jpg

Utilizando as informações constantes na pasta trazida pelo desertor da Okhrana, o Artyom Lesnitsky do Outro Lado, a Fundação V descobre que Agentes Soviéticos do Lado de Lá conseguiram entrar em nossa realidade com o objetivo de capturar a arma de Jonas, o Profeta Bíblico.

De acordo com as histórias da Bíblia, Jonas recebeu de Deus a missão de destruir Nínive, a grande cidade adoradora dos deuses profanos. Mas, ao invés disso, ele conseguiu convencer os habitantes da cidade a renegarem seus deuses e assim Deus teria perdoado a cidade.

20131206-Foster_Bible_Pictures_0074-1_Offering_to_Molech.jpg

De acordo com os dados da Okhrana, Jonas levava consigo uma arma capaz de causar um terremoto quântico e alterar ou destruir a realidade. Essa arma estaria ainda escondida nas ruínas de Nínive, no atual Iraque.

O problema é que as ruínas estão na cidade de Mosul, atualmente controlada pelos terroristas do ISIS. Estes iniciaram uma campanha para destruir os monumentos pertencentes aos tempos antigos, sem saber que com isso estão acordando outra realidade.

Mosul.JPG

O trio de Agentes da Fundação, Artyom Lesnitsky, Garrison Eines e Bertrand Glenat, se infiltram em Mosul com a ajuda dos peshmergas curdos. Em Mosul, disfarçados como franceses muçulmanos que passaram para o lado do ISIS, eles localizam a primeira parte da Arma de Jonas, escondida há milênios na base de uma estátua do Profeta Jonas.

A segunda parte está na cabeça de uma estátua de um Lamassu, vendida em uma loja no Suq, o mercado de Mosul. Garrison encontra um agente da Okhrana em busca da estátua. Enquanto isso, soldados do ISIS estão prestes a apreender a estátua sem saber o que ela carrega em seu interior.

Artyom e Bertrand conseguem pegar a segunda parte do artefato e, junto com Eines, fogem em uma perseguição de carros pelas estreitas ruas do Suq. Bertrand dirige o carro para despistar os homens do ISIS, enquanto Artyom e Gaines fogem a pé e se dirigem para as ruínas da cidade de Nínive.

Lá eles descobrem que a parte final da bomba está em um prédio estranhamente melhor preservado que o resto das ruínas. Ao entrarem no prédio, percebem que ele na verdade está em outra dimensão. Eles são atacados por uma criatura, cuja espécie Artyom já enfrentou um vez, na ilha de Yonaguni.

Eines convence um comandante do ISIS de que é um anjo do senhor e que precisa de ajuda contra os demônios. Em meio ao combate, mais criaturas surgem. O trio consegue escapar do prédio, mas é perseguido por lamassus e atacado por atiradores de elite da Okhrana.

lamassu.jpg

Eles chamam o helicóptero de resgate para fazer a extração. O piloto é atingido por um tiro, mas Artyom toma o controle do helicóptero e conseguem escapara com as três partes da Arma de Jonas.

View
O Outro Lado de Berlim
Uma aventura de espionagem na guerra fria

The_Wall.jpg

A base de escuta da Fundação em Berlim do universo paralelo, conhecido pela Fundação como O Outro Lado, emitiu um sinal de alerta vermelho menos de 24 horas atrás. E depois não fez mais comunicações. O trio de Agentes da Fundação segue para o outro universo via a passagem secreta na sede Londrina da Fundação.

berlin-wall-map.png

Berlim do Outro Lado

De lá, usando identidades falsas, eles avançam até a Alemanha Ocidental de um universo em que a Guerra Fria nunca acabou. Cruzando a fronteira em direção à Berlim Ocidental, onde vão para uma das casas-segura da Fundação e pegam equipamentos e uma Trabant azul para entrar na Berlim Oriental.

trabant_azul.jpg

Após subornar um oficial de fronteira no Portão de Brandenburgo, eles atravessam o muro que continua a separar Berlim Ocidental da Berlim Oriental. Do outro lado, eles seguem para a Estação secreta da Fundação em Berlim Oriental. Esta fica em uma rua calma, em uma esquina com um beco sem saída. A base é uma casa de três andares, cuja fachada é uma loja de consertos de relógios, A Relojoaria Stern.

Observando um prédio de apartamentos do outro lado da rua, Bertrand percebe que alguém no sexto andar está olhando a rua. Artyom sobe até o prédio, descobre que é um agente secreto do governo alemão oriental que observa com uma câmera a loja de relógios. Ele consegue destruir o filme que o agente utilizava.

Enquanto isso, Eines entra em uma loja de presentes e de lá consegue passar para o beco sem ser visto e entrar pela porta lateral da Estação/Loja de Relógios. Artyom e Bertrand se juntam a ele, utilizando um táxi para entrar no beco.

Eles descobrem que a base foi atacada. No térreo, dois agentes da Fundação estão morto. No segundo andar encontram outro agente. Por fim, no terceiro andar, mais dois mortos, incluindo o Chefe da Estação. Entretanto, não vêem sinal da agente Emily Grant.

Eles descobrem que os atacantes inutilizaram as fitas de VHS utilizadas para gravar as imagens das câmeras de segurança, que conseguem recuperar apenas parcialmente. Mas percebem também que alguém fugiu por uma saída de emergência pelo telhado. No telhado, Eines descobre uma fita de VHS intacta jogada no chão e sinais de sangue de alguém que escapou pulando para o prédio do outro lado do beco.

Vendo a fita das câmeras, eles descobrem que duas horas antes do aviso de ataque, alguém usando um chapéu e sobretudo entrou na loja, minutos antes do horário de fim do expediente. Então, duas horas depois, uma pequena van parou e quatro homens desceram dela e entraram no prédio, forçando a porta.

van.JPG

A fita jogada no telhado é do interrogatório do homem de chapéu e sobretudo, que, para surpresa dos agentes da Fundação é uma versão de Artyom Lesnitsky do lado de lá. E que diz trabalhar para a Okhrana – ou seja, para os soviéticos – e querer desertar para o universo da Fundação. Ele diz que tem uma valise com informações valiosas para a Fundação. É o momento em que se ouve uma explosão e tiros, marcando a entrada dos atacantes. A fita é interrompida nessa hora.


Seguindo a pista da Van, que tinha em sua lateral a marca de uma indústria de pescados, os agentes da Fundação descobrem um armazém perto dos trilhos do trem, utilizado como base para um grupo de agentes soviéticos. Eles atacam o Armazém e conseguem resgatar Emily Grant, que estava sendo questionada por um agente da Okhrana.

Se escondendo em uma outra casa-segura da Fundação, eles tratam da Agente Grant e com a ajuda dela descobrem que o Chefe de Operações da Okhrana é o Coronel Florian Maiakovsk, e que este costuma jantar em um café na Reinhadstrasse.

Artyom se disfarça e usando o equipamento da Fundação consegue interrogar o Coronel Maiakovsk, que revela que a Okhrana está atrás do traidor Lesnitsky e que o muro de Berlim foi construído para prender uma entidade demoníaca. E que estão vigiando as duas namoradas de Lesnistky, uma médica alemã e uma diplomata inglesa. Artyom ordena que o coronel, ainda sobre o controle mental, se mate. Dessa forma, espera desorganizar a Okhrana, ao eliminar seu comandante em Berlim.

Sabendo que Lesnitsky estava ferido, o trio se dirige para a casa da médica e consegue descobrir que ela ajudou a tratar o fugitivo. Mas ela não sabe onde ele está agora. Ela diz também que Artyom mandou-a encontrar uma diplomata inglesa e dizer para ela um endereço e um horário. O endereço no Parque do Povo e o horário dali a duas horas.

Eles seguem para o parque, que à noite é deserto. Encontram um carro com placa diplomática inglesa. Se espalham para procurar pela mulher. Eles a localizam e também encontram o Artyom do lado de lá. Ele está com a valise com os documentos secretos e também avisa que existe um traidor infiltrado na Fundação, uma suspeita que os agentes já tinham depois que vários membros da Fundação foram mortos. Ele confirma que o muro foi construído para prender uma entidade de outra dimensão que havia sido invocada pelos nazistas de sua realidade no fim da segunda guerra.

Após enganar policiais alemães desconfiados e atravessar o muro por uma passagem secreta utilizada pelos soviéticos, eles escapam de Berlim Oriental.

De Berlim Ocidental eles voam para Londres e escapam com o outro Artyom e a pasta com as informações secretas.

View
O Protocolo IUPANQUI
A Ameaça do Caos

Jamaica.JPG

Uma mensagem do Agente Carlos Santamaria leva os membros da Fundação Vennick até a capital da Jamaica, Kingston.

hedonism-map.jpg
Hedonism II

Eles vão se encontrar com Santamaria, no resort Hedonism II, quando escutam um tiro vindo da direção do bangalô de Santamaria. Lá descobrem que o Agente Santamaria foi mortalmente ferido por um tiro de fuzil. Eines corre até ele e tenta salvá-lo, sem sucesso. A última palavra balbuciada por Santamaria é “Iupanqui”.

Enquanto isso, Artyom e Bertrand tentam encontrar quem disparou o tiro que atingiu Santamaria. Artyom olha os bangalôs próximos, enquanto Bertrand segue uma funcionária da limpeza que levava um carrinho. Mas ao virar uma curva, ele acha apenas o carrinho largado no meio do caminho. Dentro dele, por baixo dos lençois e toalhas, Bertrand encontra um fuzil sniper de fabricação israelense. Ao ouvir o grito de Bertrand, Artyom corre para lá e busca pela assassina, mas descobre apenas o uniforme abandono por ela.

No quarto, Eines encontra várias pistas, incluindo a chave de um Aston Martin conversível que fora alugado por Santamaria. Eines transmite as pistas para Tom Waters. Entre elas, a ficha de um cassino em Kingston, um pacote de fósforos da boate Pink Velvet e a foto de um iate com o nome de Selvagerix, em que parece estar ocorrendo uma enorme festa à noite. O Iate, Tom informa, pertence a um banqueiro milionário de origem argentina chamado Christopher Noloc.

Graças as características da arma e estilo do crime, Tom informa que a assassina é uma Ex-Agente do Mossad que foi dada como morta em serviço anos atrás, Nina Blumstein. A foto passada por ele lembra a atiradora disfarçada de funcionária, embora o cabelo esteja diferente.

Quanto a Iupanqui, ele diz que nunca ouviu a expressão, mas que em um grupo antigo da USENET existiu uma menção a um Protocolo Iupanqui. Entretanto, parece ser apenas uma conversa de malucos, alguma teoria da conspiração bizarra.

Existe também um grupo de motoqueiros chamados Los Yupanquis M.C. que atua no Texas, Califórnia e Colorado, traficando drogas e armas. O símbolo dos Los Yupanquis é o símbolo do Caos com um olho no meio:

Chaos_com_olho.jpg

Artyom e Bertrand vão até o carro e descobrem que no GPS constam alguns endereços, incluindo uma praia distante, um convento a cerca de uma hora dali, um cassino e o clube Pink Velvet, ambos em Kingston.

Kingston_Jamaica.JPG

O Convento

O trio segue para a praia marcada no GPS, mas descobre apenas que se trata de uma bela praia deserta.

Dali vão até o convento, perto de Old Harbour, ao sul de Kingston. No alto de um morro, o velho Convento de Santa Maria de La Misericórdia parece um local tranquilo. Quando eles chegam, os sinos da Igreja do Convento estão tocando. Eles procuram por informações sobre Santamaria e sobre a assassina. Uma das noviças os levam até os aposentos da Madre Superiora, a Irmã Maria Dolores.

Eles desconfiam de que a Madre Superiora não está dizendo toda a verdade. Eines saca uma arma e a ameaça, enquanto Bertrand derruba a escrivaninha do escritório dela. Ela se assusta e diz que Nina Blumstein realmente esteve no Convento nos últimos anos, tendo se engajado como uma noviça. Ela saiu do convento na véspera do dia em que Santamaria chegou procurando por ela. Irmã Maria diz que alguns pertences de Blumstein ainda estão na cela que ela ocupava no convento. Enquanto Bertrand fica vigiando a madre superiora, Artyom e Eines vão até o convento.

Bertrand estranha o toque dos sinos e resolve ir até a Igreja com a Madre. Na Igreja, as freiras estão rezando, quando a madre aproveita uma distração de Bertrand e lhe dá um chute. Bertrand é jogado contra um dos bancos, enquanto Irmã Maria grita para as outras feiras para matar os intrusos. As outras freiras sacam katanas e atacam Bertrand.

Enquanto isso, investigando a cela que pertencia a Nina Blumstein, Artyom e Eines escutam um barulho que reconhecem como o lançamento de um RPG e se jogam pela porta pouco antes de uma granada de RPG atingir a cela em que estavam. O tiro foi disparado do alto da torre da Igreja. Artyom lança uma granada e explode a torre. O sino desaba, atravessando o teto da Igreja e quase acerta Bertrand.

Eines se levanta e corre para a Igreja, a tempo de ajudar Bertrand a enfrentar as freiras armadas com katanas e a madre superiora, que prefere lutar desarmada. Artyom derruba uma das noviças que guardava o portão do convento, pega a submetralhadora dela e corre para o Aston Martin.

Ele atravessa o portão com o carro, entra no pátio e dá um cavalo de pau, disparando para proteger a fuga de Eines e Bertrand que pulam no carro. Eles saem em disparada.

Na estrada deserta, estreita e cheia de curvas são perseguidos pelas freiras renegadas em motocicletas Harley-Davidson. Entre tiros e direção perigosa, eles conseguem escapar da perseguição das freiras e seguem para Kingston.

O Cassino

No Cassino La Torre eles descobrem que a ficha esconde uma chave de um cofre. No cofre, estão várias fotos mostrando um grupo de homens reunidos no Iate Selvagerix. Entre eles estão o Dr. Papadopoulos, o milionário argentino Christopher Noloc e mais três homens identificados como o criminoso da 2a Guerra, Barão Eisengeist, o mestre do crime chinês, o Satânico Dr. Fu, e o torturador italiano conhecido apenas como O Dentista.

Artyom resolve jogar usando a ficha e tem muita sorte, até o momento em que percebe que está ficando tonto. Eines vê que a mulher que serviu Artyom e está se afastando é a assassina Nina Blumstein. Ele e Bertran a perseguem e lutam contra ela, enquanto Artyom, ainda tonto, é atacado por duas das noviças disfarçadas de enfermeiras do cassino.

Eles capturam as atacantes e usando a identidade de agentes do FBI escapam do cassino, levando as prisioneiras e pegando um táxi (pois o Aston Martin está muito destruído e chamaria muita atenção). O táxi é dirigido por um jamaicano rastafári chamado Javier Legba. Legba leva o grupo de volta para o Hedonism II.

Interrogatório

Bertrand interroga Nina Blumstein no hotel, enquanto Eines procura a mulher que esteve com Santamaria pouco antes de ele ser morto. Ela é uma hóspede do hotel, junto com o marido. A pista prova ser falsa e Eines percebe que ela é apenas uma turista em busca de diversão.

Nina revela a localização para onde o Selvagerix se dirigia em troca de Bertrand a deixar ir embora. Uma ilha no meio do Triângulo das Bermudas, a base secreta de onde o Protocolo Iupanqui seria ativado. Entretanto, assim que Bertrand a solta, ela o atinge com um chute, rouba uma arma e atira contra ele.

black_widow_by_andreameloni-d3aqq6z.jpg

Quando Eines está voltando, ele escuta o disparo e corre para o bangalô. Ele tenta atirar na israelense, mas erra. Bertrand aproveita a distração e a atinge com o cabo de um machado. Eines manda que ela se renda, mas ela diz: “Iupanqui não perdoa uma traição!” e prefere dar um tiro na própria cabeça a se entregar.

Clube Pink Velvet

No Clube Pink Velvet, Artyom conversa com a proprietária Madame La Pinta e consegue informações sobre a reunião do grupo de conspiradores no Selvagerix e os planos de destruir o mundo ativando o Protocolo Iupanqui.

Madame La Pinta avisa que o protocolo Iupanqui será ativado logo e que o iate se dirige justamente para a base secreta. Ela diz que o Dr. Papadopoulos resolveu as equações finais para a ativação do protocolo e a vendeu a Christopher Noloc como vingança pela crise na Grécia, imaginando que seria utilizado contra a União Europeia. Mas que o objetivo do Protocolo Iupanqui é invalidar toda a realidade.

La Pinta simpatiza com Artyom e o avisa da ameaça do leão-de-chácara gigante que irá atacá-lo assim que ele sair do clube. Artyom ataca o gigante primeiro e consegue fugir no táxi de Legba.

Aeroporto

Em um pequeno aeroporto ao sul de Kingston, Tom Waters chega de avião e traz alguns equipamentos da Fundação para apoiar a missão de ataque a base secreta. Artyom avisa que suspeita que Iupanqui seja um acrônimo.

No local informado por Nina Blumstein, os satélites acusam a existência apenas de água. Mas o equipamento da Fundação permite ver que há uma distorção quântica em efeito nesse lugar do Triângulo das Bermudas.

A suspeita é que a base secreta esteja em um bolsão dimensional, o que explicaria nunca ter sido localizada.

O trio aluga um helicóptero e parte para o alvo.

A Ilha Misteriosa

Island_of_Lost_Treasure.jpg

Eles localizam o iate e a ilha secreta. Invadem a ilha, enfrentando um grande número de soldados armados, e descobrem que no interior da ilha há uma cratera e que lá existe uma base de lançamento do que parece ser um enorme canhão balístico apontado para o céu. Em uma sala de controle elevada eles vêem o Dr. Papadopoulos, o Barão Eisengeist, o Dr. Fu e o milionário Christopher Noloc.

Eines rouba um caminhão e atrai a atenção dirigindo em direção a sala de controle da base secreta. Artyom parte para o canhão e enfrenta o Dentista, que tenta impedi-lo. Artyom consegue derrubar o Dentista com um golpe, quebrando o seu pescoço. De lá, ele atrapalha os controles do canhão, atrasando a ativação da fase final do protocolo.

Eines dispara uma bala explosiva em um caminhão-tanque que explode no pátio de lançamento, matando vários guardas. Bertrand escala pelo lado de fora, enquanto Eines invade a sala de controle. Eles conseguem capturar Christopher Noloc e o Dr. Fu e libertar o Dr. Papadopoulos. O Barão Eisengeist foge, gritando “Eu voltarrreiii!”.

Dr. Papadopoulos avisa que o Protocolo IUPANQUI foi ativado. E que I.U.P.A.N.Q.U.I. significa I nvisible U niversal P rogram for A dvanced and N efarius Q uantum U niversal I nvalidation.

Com a ajuda do arrependido Dr. Papadopoulos, o Protocolo Iupanqui é desativado, mas a ilha é destruída pela energia quântica já liberada.

Eles tentam escapar no helicóptero, levando os prisioneiros. O Helicóptero é atingido pela onde de choque quântica causada pela destruição e cai no mar.

Eles ficam boiando nos destroços por várias horas até serem resgatados pela Fundação.


I.U.P.A.N.Q.U.I. retornará em Fundação V: Viva ou Vire Zumbi

View
From Russia With Love
Um thriller de ação sobrenatural na Rússia

From_Russia_With_Love.JPG

A Fundação Vennick envia uma equipe para investigar o desaparecimento de um grupo de pesquisadores da Academia de Ciências Russa na tundra siberiana. Entre os pesquisadores está Anna Katayev, ex-namorada de Artyom Lesnitsky.

Prólogo: Tunguska, 1908

Tunguska_impact.jpg

Uma explosão imensa, uma bola de fogo no céu e uma onda de choque que derruba todas as árvores ao redor assustam dois lenhadores russos nos ermos da Sibéria.

Moscou, 2015

Moscow_map_03_-_Domodedovo_Airport.JPG

O carro com Artyom, Bertrand e Eines é emboscado na saída do Aeroporto Domodedovo, por uma van e 4 motoqueiros. Em uma emocionante perseguição pela auto-estrada que liga o aeroporta à Moscou, envolvendo manobras radicais em viadutos, um caminhão transportando uma girafa e um velho Lada Laika vermelho, os agentes da Fundação conseguem escapar de seus perseguidores.

Artyom percebe que os motoqueiros, embora não estejam usando identificações nas roupas, pertencem aos Lobos Noturnos.

Já em Moscou, eles entrevistam o professor Nikolai Severov sobre a expedição desaparecida na Península de Yamal e descobrem mapas com o local para onde a expedição partiu.

Moscow_map_02.JPG

Eles marcam um contato um agente da Fundação, o Sr. Smith, para pegar os equipamentos tecnológicos da Fundação. Smith marca para encontrar o trio em um parque no Instituto Africano de Moscou. Durante o encontro, um tiro de um sniper acerta Smith na cabeça, matando-o instantaneamente.

Artyom e Eines perseguem o atirador no telhado de um edíficio do Instituto e conseguem derrubá-lo. Com a foto da identidade falsa, conseguem identificar que se trata de um ex-spetnaz veterano do Afeganistão chamado Vasily Chekerov e que agora serve à Lisky Bratva, uma organização criminosa comandada por Josef Lisky.

Resolvem seguir imediatamente para a Península de Yamal e em um dos aeroportos secundários de Moscou, contratam um pequeno avião. Eles usam o disfarce de serem um grupo de ufologistas interessados no mistério dos buracos na península de Yamal. O piloto que eles contratam, Sergey Guchkov, dono de um pequeno táxi aéreo, é um ufologista que se entusiasma em participara de uma expedição para descobrir OVNI´s.

O avião decola em direção à Península do Fim do Mundo.

Península de Yamal

Seguindo as coordenadas do computador do prof. Severov, eles alcançam um pequeno aeroporto. Desembarcam lá e verificam que um outro avião e algumas motos de neves estão guardados no hangar. Não há ninguém no campo de pouso. Eles dizem a Sergey para ficar preparado para decolar assim que voltarem.

Usando as motos de neve eles se dirigem ao acampamento da expedição. No caminho Eines cai em um buraco. Ele consegue escapar mas a moto é perdida. A moto de Artyom também sofre um problema e tem de ser abandonada. Artyom resolve ir correndo enquanto Eines e Bertrand seguem na moto restante até o acampamento.

Artyom corre por alguns quilômetros, mas ao parar para descansar não percebe a aproximação de dois soldados em roupas de camuflagem que o rendem. Ele consegue deixar seu walkie-talkie aberto para que Eines e Bertrand ouçam a conversa.

Quando Eines e Bertrand chegam ao acampamento encontram um caminhão de neve abandonado e um corpo no chão da cabana. Eles interrompem a investigação da cena ao perceberem que Artyom encontrou problemas.

Eles pegam o caminhão de neve e seguem para ajudar Artyom. Os dois soldados levam Artyom em direção ao norte, mas ouvem a aproximação do caminhão. Esse aproveita uma distração dos soldados para tomar o fuzil kalashnikov de um deles. Na luta que se segue, um dos dois soldados é atropelado pelo caminhão dirigido por Bertrando. O outro é dominado. Artyom percebe que o fuzil que ele tomou é um modelo dos anos 80. O soldado diz que é da KGB e, ante a surpresa dos três, confirma que eles estão em 1986. Eles soltam o soldado, que pensa que eles são agentes da CIA, e seguem para o que ele chama de Zona Proibida.

Eles atravessam uma cerca e entram na Zona Proibida. O contador gaiger no caminhão começa a apitar e eles vestem trajes anti-radiação que estavam em um caixa no caminhão.

Um comunicado pelo walkie-talkie que eles pegaram do soldado russo é feito pelo comandante que diz ser o Major Viktor Ivanovich. Ele alerta os três “ufologistas” a não irem em direção a Zona Proibida. Eines percebe que os sinais dados pelo equipamento e a flutuação temporal podem ser resquícios de uma explosão atômica que afeta a própria realidade quântica. Ele se lembra do Projeto Manhattan e da Operação Castle Bravo.

Os três ignoram o aviso do major da KGB e seguem até avistar uma elevação que parece ser a borda de uma cratera criada pelo impacto de um meteorito ou de uma explosão enorme. Eles deixam o caminhão na beira da cratera e começam a escalar. Ao chegar no topo, eles vêem no centro da cratera os restos de uma enorme torre de metal derretida e o contador gaiger fica enlouquecido e então…

O contador para de indicar a presença de radiação. Ao olharem de novo para a cratera, vêem que a torre de metal está inteira. Ela parece uma enorme caixa d´água. Só que em seu topo, em vez de uma caixa de água há uma estrutura de metal que parece ser uma gigantesca bomba no estilo da Fat Boy da 2a guerra, mas muito maior. Alguns cientistas e um militar estão no topo da caixa, enquanto um caminhão com alguns soldados espera lá embaixo, próximo da torre. Logo abaixo da torre há um buraco que eles não tinham visto antes. Do buraco, uma luz azulada escura parece ser emitida.

Os agentes da Fundação se aproximam sorrateiramente. Perto da torre, vêem um jipe se aproximando com dois soldados escoltando o que parece ser três pessoas vestindo roupas de neve brancas. Uma delas é uma mulher e Artyom reconhece sua ex-namorada, Anna. Ela e os outros dois cientistam descem do carro, rendidas pelos soldados russos que usam capacetes e uniformes da década de sessenta. Artyom, Bertrand e Eines se aproximam um pouco mais do caminhão e então…

O caminhão desaparece. Os soldados e os cientistas também. A única coisa que resta agora é o enorme buraco. Os restos da torre de metal estão agora caídos no fundo do buraco. Este parece ter aumentado de tamanho recentemente para engolir a torre que haviam visto em 1986 e antes ainda, na década de sessenta.

yamal_pit_02.jpg

Na borda do buraco, eles vêem um equipamento de escalada moderno, utilizado – provavelmente pelos cientistas para descer até lá embaixo. Eles fazem o mesmo.

yamal_pit_01.jpg

Lá embaixo descobrem o corpo do professor Aleksey Vetrov, que parece ter sido morto por um golpe de picareta na cabeça. Acham o outro cientista Ivan Korotkov ainda vivo, mas em estado de choque, balançando sua cabeça em negação. Mais para o interior do buraco, Artyom vê o corpo de Anna Katayev. Existem rasgos em seu corpo como se ele tivesse sido trepassado por vergalhões ou garras. Ela está próxima de onde a luz azulada, quase negra, é mais intensa e Artyom vê que a luz emana do que parece ser um halo negro, quase como uma auréola angelical.

Artyom pega o halo e tem a sensação de que algo tenta entrar em sua mente. Ele consegue resistir, mas tem uma visão de uma explosão de luz e fogo no meio de um descampado deserto. E, como se sua visão viesse do céu, ele vê, lá embaixo, sete pessoas em um círculo. E um deles estende a mão e toca o halo. Um homem barbudo e maltrapilho. E ele sabe que esse era Rasputin. E sente que ele ainda está vivo e em Moscou.

A visão de Artyom volta ao normal quando ele ouve um grito de Bertrand que tentou levantar Ivan Korotkov para levá-lo até a saída, mas viu, com horror, o russo se transformar em uma criatura saída dos pesadelos, com quatro patas tentaculares saindo de suas costas e duas garras explodindo de sua barriga e tentando agarrar Bertrand. Esse pula e saca seu revolver, com uma munição especial da Fundação que ao atingir a criatura em cheio, a manda para outra realidade paralela.

Artyom vê que Anna também está se transformando em uma criatura de carne disforme e corre para a saída. Ele é perseguido e a criatura o encurrala, mas ele consegue lançar uma granada e explodir a criatura.

Os três conseguem escalar de volta para o topo. A tempo de perceber que voltaram ao passado e a ouvir uma contagem regressiva em russo. Eles correm até a borda da cratera, esperando ouvir a explosão da enorme bomba, mas ao chegarem no topo, percebem que voltaram ao tempo normal.

Seguem para o aeroporto. Lá encontram o russo, agora em 2015, Coronel Viktor Ivanovich. Ele diz que os três mentiram em 1986. Mas que ele também não contou toda a verdade. Ele diz saber que eles são da Fundação Vennick. E diz que pertence a Okhrana, para a surpresa de Artyom e Eines. A Okharana, o serviço secreto do Tzar, que serviu ao Império Russo, ainda existe e continua a proteger a Mãe Rússia de seus inimigos, de acordo com o Coronel Ivanovich.

Ele fala sobre a Operação Kuz´Kina Mat, em 1961. A explosão da Bomba Tzar, a maior bomba atômica já criada. Para selar e enviar de volta a criatura que Rasputin e os Akkadistas invocaram do outro lado em 1908. Ele diz que não funcionou totalmente e que os buracos na Sibéria são uma consequência disso. Ele concorda que a Fundação tire o halo negro das terras da Mãe Rússia e recomenda que ele seja bem guardado.

View
As Sombras de Cathay II
A ponte para a misteriosa Yien

London_vic.jpg

Robert Drake toma um susto ao reconhecer a misteriosa mulher chinesa como a mesma que ele e o Coronel Clinton mataram na caravana. Ela lança uma adaga que acerta Drake. Os homens de Drake atiram e os chineses atacam. Começa uma enorme luta entre os chineses e os membros da fundação junto com os capangas de Drake.

Lili Wong enfrenta a mulher chinesa que ela reconhece ser a mesma em que Glades acertou um tiro durante o sequestro. As duas brigam até que Lili consegue derrotar a chinesa com uma sequencia de golpes.

Glades defende Trevor do ataque do enorme chinês e consegue matá-lo com um golpe de seu sabre. Ele é cercado por vários dos soldados chineses. Enquanto isso, Miriam Kane tenta evitar que o velho bruxo siga Trevor, que correu em direção aos fundos.

Trevor pergunta a Drake onde ele guarda o resto do ouro roubado dos chineses e ele aponta para o armazém. Trevor corre para buscar o ouro. Ele consegue achá-lo e ao pegar nas arcas chinesas ele tem uma visão de uma cidade com mil pontes atravessando um enorme rio de águas douradas. Ele sente o cheiro de jasmim e ouve o barulho de sinos. A visão passa e ele etá de novo no armazém. Ele usa sua mágica para transformar parte do ouro em uma espada e corre de volta para o salão onde os chineses estão.

Miriam reanima o corpo do gigante chinês e o ordena que ataque o bruxo, mas esse toca no chinês e parece retomar o controle dele. Miriam quebra o encantamento para evitar que o bruxo use o corpo do gigante para atacá-la. Trevor volta e lança a espada para Lili que com um salto enfia a espada no velho bruxo. Este se transforma em pó.

O resto dos chineses foge. O grupo volta para a casa de Trevor e de lá pega o trem para o interior de Devon, onde o Coronel Clinton tem sua propriedade.


O Coronel Clinton diz que nunca gastou o ouro, pois sentiu que ele era amaldiçoado. Ele diz se arrepender de ter sido convencido pelo Almirante Wilkson e por Drake a participar do roubo e do massacre que isso gerou.

Ele leva os membros da Fundação até o local onde esconde o ouro, sob uma árvore longe de sua casa. Diz que já esperava a vingança dos chineses e que não irá mais fugir dela.


Levando o ouro eles retornam a Londres e pensam em uma forma de combater Yuen-Lao e os Feiticeiros Kuei-Yuin. Trevor usa suas habilidades para descobrir que o ouro estava guardado em um monastério nas montanhas do Tibet, no coração da China.

Ele convoca Zarus, um antigo membro da Fundação original que tem a capacidade de se teleportar. Zarus chega usando roupas estranhas e diz que estava em outro lugar bem distante, no futuro ano de 2030. Menciona também que encontrou o pai de Trevor em Waterloo, na batalha contra Napoleão, mas não dá mais detalhes sobre suas aventuras. Trevor se espanta que agora Zarus parece ter adquirido a capacidade de viajar no tempo. Ele diz que não é tão simples, mas que as vezes acontece.


monasterio.jpg

Zarus teleporta o grupo para o Tibet, junto com o ouro. Trevor reconhece o monastério como aquele que ele já visitou no seu futuro em busca das pistas do Tesouro de Drake, o original. Fica ainda mais surpreso ao ver o ancião que o ensinou a usar magia.

O ancião diz que pode defender o ouro, mas a solução para afastar os Feiticeiros de Yien é destruir a ponte mística entre as dimensões de Cathay e da China. Trevor elabora um plano para explodir a ponte usando as propriedades místicas do ouro.

old-bridges-161__880.jpg

Eles atravessam um túnel para o outro lado e vêem a ponte na fronteira entre as dimensões. A ponte está nos dois universos ao mesmo tempo. Sete feiticeiros de Keui-Yuin aparecem do outro lado da ponte quando Trevor começa a aprontar o ritual. Eles acordam duas estátuas de pedra. Lili Wong e Miriam Dare enfrentam os guardiões de pedra da ponte para dar tempo a Trevor de preparar o ritual para destruir a ponte.

A ponte é destruída e o caminho para a Cathay sombria desaparece.

View
As Sombras de Cathay I
Uma Aventura na Londres Vitoriana

TheOrder0002.jpg

Dover

Sob uma pesada chuva, a Fundação Vennick persegue uma carruagem em uma estrada sobre os penhascos de Dover.

Um bote a remo se aproxima da praia. O nevoeiro impede que se veja o navio de onde ele partiu.

A missão da Fundação é salvar o Almirante Robert Wilkson que foi sequestrado por assaltantes misteriosos. Oito homens a cavalo protegem a carruagem.

Os membros da Fundação lutam contra os chineses e resgatam o prisioneiro sequestrado, mas encontram também duas arcas cheias de ouro com marcas misteriosas de um dragão engolindo o que parece ser um círculo.


Londres

O Almirante Wilkson foi um governador de Hong Kong e foi acusado de corrupção. Entretanto a riqueza que ele adquiriu no levante permitiu comprar um título de nobreza e um lugar de importância na sociedade londrina.

Ele confessa que, durante a Rebelião Taipeng, participou de uma trama para atacar uma caravana chinesa. Um pirata chamado Drake descobrira que os chineses estavam transportando uma enorme quantidade de ouro pelo interior da China. A caravana se dirigia para a cidade de Yian.

taiping-rebellion.jpg

Junto com o coronel Charles Clinton, um comandante de um regimento de cavalaria inglesa, eles lideraram uma força militar que navegou pelo Rio Amarelo e emboscou a caravana.

O Almirante lembra que uma mulher que estava na caravana avisou que o ouro pertencia a Yue-Lao e que os ladrões do ouro seriam amaldiçoados. O ouro foi dividido entre os três e levado de volta para a Inglaterra.

Drake é um comerciante com fama de contrabandista e até de pirata. Ele tem um armazém no cais do porto. O Coronel Clinton se retirou para o interior após um escandá-lo com uma empregada.

Trevor resolve procurar Robert Drake, que mora em Londres, pois este pode estar em perigo.


No cais do porto de Londres, eles encontram a Casa de Comércio de Robert Drake. Um dos seus homens diz que o chefe está em seu escritório… uma taverna na beira do porto chamada DragonEye. Lá dentro, Trevor, Glades e Mirian encontram Drake assistindo uma luta de boxe.

Drake não esconde que participou da trama do roubo do ouro chinês. Ele lembra que uma mulher que fora morta por Clinton dissera que eles seriam punidos por roubar o ouro de Yue-Lao e dos feiticeiros Kuei-Yuin. Ele ri e diz que não acredita em feitiçaria, apenas na lâmina de espadas e no poder de uma bala. E que estava protegido por seus homens e seria necessário um exército de chineses para atacá-lo e pegar o ouro de volta.

Nesse momento as portas se abrem com um estrondo de vento e chuva e cinquenta chineses armados com espadas entram no salão da DragonEye.


Enquanto isso, Lili Wong entrava no bairro chinês em Limehouse, perto das docas ao sul de Londres em busca de pista sobre os sequestradores chineses e sobre o misterioso Yue-Lao.

Ela encontra uma velha adivinha chinesa que confirma que Yue-Lao está em Londres ou abaixo de Londres e que é muito perigoso. A velha chinesa fala sobre a Cidade de Yian, em que o grande rio amarelo corre sob as mil pontes, o ar ressoa com a música dos sinos de prata e os jardins tem o cheiro doce do jasmin. Yian fica além dos sete oceanos e além do rio que é mais longo que a distância entre a terra e a lua, no planalto das Sombras de Cathay, depois das Montanhas da Morte, cujos picos são mais altos que o ar respirável. E que é governada pelos Feiticeiros Kuei-Yuin e que, dentre eles, o mais poderoso é Yue-Lao, o Fazedor de Luas. E que Yue-Lao corrompeu os antigos espíritos da China para criar o Xin, um monstro abominável e seu poder é absoluto em Yian.

Lili pergunta como pode achar Yue-Lao e a velha responde que um enigmático chinês chamado Yu Pan, que tem uma casa de ópio em Limehouse, é o intermediário de Yue-Lao e dos Feiticeiros Kuei-Yuin em Londres.

Lili Wong visita o antro de ópio chamado “Pequena Flor-de-lótus de Paris” e encontra Yu-Pan, protegido por um enorme guarda-costas chinês que mais parece um gigante. Lili diz que seu mestre quer adquirir uma grande quantidade de ópio. Yu-Pan sorri e avisa enigmático: “Cuidado com o gigante atrás de você”.

Ao retornar para as docas para encontrar Trevor, Lili vê o chinês enorme, um velho e uma mulher desembarcarem de um barco a remo no cais em frente à DrangonEye, liderando um grupo de mais de cinquenta chineses armados. Eles seguem até a taverna e a invadem.

Lili pula para o teto da taverna e busca uma entrada por cima. Lá dentro as pessoas fogem assustadas com a entrada dos chineses. O velho chinês, a mulher e o gigante abrem caminho pelo meio dos chineses e param em frente a uma mesa. Ela vê Trevor, Miriam e Glades, junto com Drake e vários de seus capangas, que se preparam para enfrentar os chineses que interromperam a luta de boxe.

Yu_Pan.jpg


A seguir: Porrada em DragonEye

View

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.