Fundação V: Strange Worlds

From Russia With Love

Um thriller de ação sobrenatural na Rússia

From_Russia_With_Love.JPG

A Fundação Vennick envia uma equipe para investigar o desaparecimento de um grupo de pesquisadores da Academia de Ciências Russa na tundra siberiana. Entre os pesquisadores está Anna Katayev, ex-namorada de Artyom Lesnitsky.

Prólogo: Tunguska, 1908

Tunguska_impact.jpg

Uma explosão imensa, uma bola de fogo no céu e uma onda de choque que derruba todas as árvores ao redor assustam dois lenhadores russos nos ermos da Sibéria.

Moscou, 2015

Moscow_map_03_-_Domodedovo_Airport.JPG

O carro com Artyom, Bertrand e Eines é emboscado na saída do Aeroporto Domodedovo, por uma van e 4 motoqueiros. Em uma emocionante perseguição pela auto-estrada que liga o aeroporta à Moscou, envolvendo manobras radicais em viadutos, um caminhão transportando uma girafa e um velho Lada Laika vermelho, os agentes da Fundação conseguem escapar de seus perseguidores.

Artyom percebe que os motoqueiros, embora não estejam usando identificações nas roupas, pertencem aos Lobos Noturnos.

Já em Moscou, eles entrevistam o professor Nikolai Severov sobre a expedição desaparecida na Península de Yamal e descobrem mapas com o local para onde a expedição partiu.

Moscow_map_02.JPG

Eles marcam um contato um agente da Fundação, o Sr. Smith, para pegar os equipamentos tecnológicos da Fundação. Smith marca para encontrar o trio em um parque no Instituto Africano de Moscou. Durante o encontro, um tiro de um sniper acerta Smith na cabeça, matando-o instantaneamente.

Artyom e Eines perseguem o atirador no telhado de um edíficio do Instituto e conseguem derrubá-lo. Com a foto da identidade falsa, conseguem identificar que se trata de um ex-spetnaz veterano do Afeganistão chamado Vasily Chekerov e que agora serve à Lisky Bratva, uma organização criminosa comandada por Josef Lisky.

Resolvem seguir imediatamente para a Península de Yamal e em um dos aeroportos secundários de Moscou, contratam um pequeno avião. Eles usam o disfarce de serem um grupo de ufologistas interessados no mistério dos buracos na península de Yamal. O piloto que eles contratam, Sergey Guchkov, dono de um pequeno táxi aéreo, é um ufologista que se entusiasma em participara de uma expedição para descobrir OVNI´s.

O avião decola em direção à Península do Fim do Mundo.

Península de Yamal

Seguindo as coordenadas do computador do prof. Severov, eles alcançam um pequeno aeroporto. Desembarcam lá e verificam que um outro avião e algumas motos de neves estão guardados no hangar. Não há ninguém no campo de pouso. Eles dizem a Sergey para ficar preparado para decolar assim que voltarem.

Usando as motos de neve eles se dirigem ao acampamento da expedição. No caminho Eines cai em um buraco. Ele consegue escapar mas a moto é perdida. A moto de Artyom também sofre um problema e tem de ser abandonada. Artyom resolve ir correndo enquanto Eines e Bertrand seguem na moto restante até o acampamento.

Artyom corre por alguns quilômetros, mas ao parar para descansar não percebe a aproximação de dois soldados em roupas de camuflagem que o rendem. Ele consegue deixar seu walkie-talkie aberto para que Eines e Bertrand ouçam a conversa.

Quando Eines e Bertrand chegam ao acampamento encontram um caminhão de neve abandonado e um corpo no chão da cabana. Eles interrompem a investigação da cena ao perceberem que Artyom encontrou problemas.

Eles pegam o caminhão de neve e seguem para ajudar Artyom. Os dois soldados levam Artyom em direção ao norte, mas ouvem a aproximação do caminhão. Esse aproveita uma distração dos soldados para tomar o fuzil kalashnikov de um deles. Na luta que se segue, um dos dois soldados é atropelado pelo caminhão dirigido por Bertrando. O outro é dominado. Artyom percebe que o fuzil que ele tomou é um modelo dos anos 80. O soldado diz que é da KGB e, ante a surpresa dos três, confirma que eles estão em 1986. Eles soltam o soldado, que pensa que eles são agentes da CIA, e seguem para o que ele chama de Zona Proibida.

Eles atravessam uma cerca e entram na Zona Proibida. O contador gaiger no caminhão começa a apitar e eles vestem trajes anti-radiação que estavam em um caixa no caminhão.

Um comunicado pelo walkie-talkie que eles pegaram do soldado russo é feito pelo comandante que diz ser o Major Viktor Ivanovich. Ele alerta os três “ufologistas” a não irem em direção a Zona Proibida. Eines percebe que os sinais dados pelo equipamento e a flutuação temporal podem ser resquícios de uma explosão atômica que afeta a própria realidade quântica. Ele se lembra do Projeto Manhattan e da Operação Castle Bravo.

Os três ignoram o aviso do major da KGB e seguem até avistar uma elevação que parece ser a borda de uma cratera criada pelo impacto de um meteorito ou de uma explosão enorme. Eles deixam o caminhão na beira da cratera e começam a escalar. Ao chegar no topo, eles vêem no centro da cratera os restos de uma enorme torre de metal derretida e o contador gaiger fica enlouquecido e então…

O contador para de indicar a presença de radiação. Ao olharem de novo para a cratera, vêem que a torre de metal está inteira. Ela parece uma enorme caixa d´água. Só que em seu topo, em vez de uma caixa de água há uma estrutura de metal que parece ser uma gigantesca bomba no estilo da Fat Boy da 2a guerra, mas muito maior. Alguns cientistas e um militar estão no topo da caixa, enquanto um caminhão com alguns soldados espera lá embaixo, próximo da torre. Logo abaixo da torre há um buraco que eles não tinham visto antes. Do buraco, uma luz azulada escura parece ser emitida.

Os agentes da Fundação se aproximam sorrateiramente. Perto da torre, vêem um jipe se aproximando com dois soldados escoltando o que parece ser três pessoas vestindo roupas de neve brancas. Uma delas é uma mulher e Artyom reconhece sua ex-namorada, Anna. Ela e os outros dois cientistam descem do carro, rendidas pelos soldados russos que usam capacetes e uniformes da década de sessenta. Artyom, Bertrand e Eines se aproximam um pouco mais do caminhão e então…

O caminhão desaparece. Os soldados e os cientistas também. A única coisa que resta agora é o enorme buraco. Os restos da torre de metal estão agora caídos no fundo do buraco. Este parece ter aumentado de tamanho recentemente para engolir a torre que haviam visto em 1986 e antes ainda, na década de sessenta.

yamal_pit_02.jpg

Na borda do buraco, eles vêem um equipamento de escalada moderno, utilizado – provavelmente pelos cientistas para descer até lá embaixo. Eles fazem o mesmo.

yamal_pit_01.jpg

Lá embaixo descobrem o corpo do professor Aleksey Vetrov, que parece ter sido morto por um golpe de picareta na cabeça. Acham o outro cientista Ivan Korotkov ainda vivo, mas em estado de choque, balançando sua cabeça em negação. Mais para o interior do buraco, Artyom vê o corpo de Anna Katayev. Existem rasgos em seu corpo como se ele tivesse sido trepassado por vergalhões ou garras. Ela está próxima de onde a luz azulada, quase negra, é mais intensa e Artyom vê que a luz emana do que parece ser um halo negro, quase como uma auréola angelical.

Artyom pega o halo e tem a sensação de que algo tenta entrar em sua mente. Ele consegue resistir, mas tem uma visão de uma explosão de luz e fogo no meio de um descampado deserto. E, como se sua visão viesse do céu, ele vê, lá embaixo, sete pessoas em um círculo. E um deles estende a mão e toca o halo. Um homem barbudo e maltrapilho. E ele sabe que esse era Rasputin. E sente que ele ainda está vivo e em Moscou.

A visão de Artyom volta ao normal quando ele ouve um grito de Bertrand que tentou levantar Ivan Korotkov para levá-lo até a saída, mas viu, com horror, o russo se transformar em uma criatura saída dos pesadelos, com quatro patas tentaculares saindo de suas costas e duas garras explodindo de sua barriga e tentando agarrar Bertrand. Esse pula e saca seu revolver, com uma munição especial da Fundação que ao atingir a criatura em cheio, a manda para outra realidade paralela.

Artyom vê que Anna também está se transformando em uma criatura de carne disforme e corre para a saída. Ele é perseguido e a criatura o encurrala, mas ele consegue lançar uma granada e explodir a criatura.

Os três conseguem escalar de volta para o topo. A tempo de perceber que voltaram ao passado e a ouvir uma contagem regressiva em russo. Eles correm até a borda da cratera, esperando ouvir a explosão da enorme bomba, mas ao chegarem no topo, percebem que voltaram ao tempo normal.

Seguem para o aeroporto. Lá encontram o russo, agora em 2015, Coronel Viktor Ivanovich. Ele diz que os três mentiram em 1986. Mas que ele também não contou toda a verdade. Ele diz saber que eles são da Fundação Vennick. E diz que pertence a Okhrana, para a surpresa de Artyom e Eines. A Okharana, o serviço secreto do Tzar, que serviu ao Império Russo, ainda existe e continua a proteger a Mãe Rússia de seus inimigos, de acordo com o Coronel Ivanovich.

Ele fala sobre a Operação Kuz´Kina Mat, em 1961. A explosão da Bomba Tzar, a maior bomba atômica já criada. Para selar e enviar de volta a criatura que Rasputin e os Akkadistas invocaram do outro lado em 1908. Ele diz que não funcionou totalmente e que os buracos na Sibéria são uma consequência disso. Ele concorda que a Fundação tire o halo negro das terras da Mãe Rússia e recomenda que ele seja bem guardado.

Comments

HouseWayne HouseWayne

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.